Nosso super mercado1
Brasil

Tráfico de drogas: suspeitos de assassinato são presos 9 meses após crime

Rondônia

21/10/2019 19h43
Por: Admin
Fonte: rondoniagora

Geovane Gomes dos Santos, e Luiz Henrique de Castro foram presos preventivamente na manhã desta segunda-feira (21), suspeitos de terem participação na morte de Francisco Paulo Borges Rivero, 45 anos, no final da tarde do dia 5 de janeiro deste ano, no Bairro Cidade Nova, Zona Sul de Porto Velho. A vítima foi morta a tiros.

Segundo o delegado André Tiziano, durante as investigações foi apurado que o crime está relacionado a drogas. “Tanto vítima como os suspeitos tinham envolvimento com o tráfico. Em razão de um desentendimento, inclusive com agressões física, isso evoluiu para o homicídio praticado contra Francisco”, disse o delegado.

O atirador, que seria um adolescente de 17 anos, está sendo investigado pelo delegado titular da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAII), Hudson Fabiano. “Durante as investigações foi constatado que um dos envolvidos era menor de idade, e por isso os trabalhos relacionados a ele ficou sob nossa responsabilidade”, disse o delegado. Geovane e Luiz teriam contratado esse menor para a execução.

Ainda pela manhã, segundo André Tiziano, também foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência dos investigados, o que resultou na apreensão de vários aparelhos celulares, que serão periciados.

O crime

Francisco Paulo Borges Rivero, 45 anos, foi executado com vários tiros na Rua Mister Mackenzie, no Bairro Cidade Nova.

Ele estava transitando na via, quando foi atacado a tiros na cabeça por um atirador que estava em uma bicicleta.

Populares ouviram o barulho de tiros, e quando foram verificar o que estava acontecendo se depararam com Francisco Paulo caído, perdendo muito sangue. Uma equipe do Samu foi solicitada, mas quando chegou ao local Francisco já estava morto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.