Nosso super mercado1
BR-364
Dois homens são presos por furtar maconha de carro capotado na BR-364
O segundo funcionário também confessou envolvimento no crime e mostrou o local em que havia jogado a droga.
14/04/2019 09h01
Por: Admin
Fonte: Powermix
118

Dois homens identificados como C. A. S. 44 anos; A. S. P. 22 anos, foram presos pelo crime de tráfico ilícito de drogas, após furtarem dois tabletes de maconha de um veículo Fiat Uno que capotou na BR-364, em Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá), na quinta-feira (12).

 

O Uno envolvido no acidente estava recheado com mais de 300kg da droga. O motorista sofreu fratura exposta e foi socorrido. A carga foi aprendida pela PRF.

Durante o acidente, conforme a PM, a dupla chegou em uma Kombi com outros funcionários. Um deles colocou um tablete na mochila e outro funcionário jogou um tablete na mata, próximo ao local do capotamento.

 

A PM recebeu a denúncia, foi até a empresa e revistou objetos pessoais de oito funcionários que estavam na Kombi, encontrando a droga na mochila de um deles.

O segundo funcionário também confessou envolvimento no crime e mostrou o local em que havia jogado a droga.

Os dois foram presos em flagrante pelo crime de tráfico e encaminhados para a Central de Flagrantes da cidade.

O capotamento

O Fiat Uno era conduzido por um traficante de 26 anos, que teve uma fratura exposta na perna e lesões na cabeça após capotar o veículo, que estava recheado com 300 kg de maconha. O acidente aconteceu na manhã de quinta-feira (11), na BR-364, em Rondonópolis.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as equipes foram acionadas para atender um capotamento, inicialmente. Chegando pelo local, no km 113, os policiais verificaram a carga ilegal entre as ferragens do carro, que ficou destruído após o capotamento.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários