Nosso super mercado1
Cidade
Ouro Preto: homem de 43 anos se suicida por enforcamento no Bairro Nova Ouro Preto
Brasil
12/02/2019 20h41Atualizado há 2 meses
Por: Admin
Fonte: Correiocentral
476

Um homem de 43 anos de idade que morava sozinho cometeu suicídio na tarde desta terça-feira (12) na cidade de Ouro Preto do Oeste, o corpo foi encontrado pendurado por uma corda a dois palmos do chão em sua residência localizada na Rua Olavo Bilac, no Bairro Nova Ouro Preto.

Ele amarrou uma corda no pescoço e laçou em uma viga, o enforcamento foi descoberto pelos vizinhos que perceberam o seu desaparecimento, e decidiram entrar na casa após sentirem um odor forte exalando no quintal.

Genivaldo da Silva Souza passava por uma depressão profunda, realizava tratamento prolongado, e fazia uso de medicação controlada.

Vizinhos relataram que Genivaldo foi visto pela última vez na tarde do dia 9, sábado; ele todos os dias sempre conversava com moradores próximos que sabiam de suas crises depressivas vez ou outra ofereciam a ele alguma gentileza e pequenos favores.

A Polícia Militar foi acionada e preservou o local até a chegada de peritos da Polícia Técnico-Científica (Politec) da Polícia Civil que realizaram o trabalho de praxe, e o corpo foi liberado para a funerária da Associação Vida Nova.

LUTA CONTRA CONTRA DEPRESSÃO

Segundo familiares relataram a reportagem, no último ano Genivaldo permaneceu por um tempo em Porto Velho se tratando da depressão.

Em meio ao tratamento, ele tomou conhecimento que seu benefício de aposentadoria de trabalhador rural havia sido suspenso e, ao retornar para Ouro Preto do Oeste, se tornou ainda mais recluso. Vizinhos narraram de crises nervosas que ele teve dentro de casa a ponto de quebrar mobília.

Genivaldo era natural de Ouro Preto do Oeste, e membro de família tradicional no município. Cláudio Boiadeiro, que é sobrinho de Genivaldo, disse que a família está abalada e lamenta que ele tenha tomado essa decisão de tirar a própria vida.

O sobrinho disse que seu tio vinha sofrendo muito com a doença, e que por ter perdido o seu benefício e ficar dependendo de ajuda para se manter seu estado de depressão agravou-se, chegando ao ponto de ele cometer suicídio.

Devido ao estado de decomposição do cadáver, o corpo foi levado para a funerária, o médico legista fez o exame de necropsia às 19h10 desta noite, não haverá velório e o sepultamento será realizado ainda nesta noite

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários