Nosso super mercado1
Geral
Bolsonaro anuncia que vai abrir “sigilos do BNDES” na primeira semana de governo
Brasil
07/10/2018 20h47Atualizado há 6 meses
Por: Admin
Fonte: Jarbas Aragão
110

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou na tarde desta quarta-feira (7) que está decidido a cumprir suas promessas de campanha em sua primeira semana de governo. Ele abrirá os sigilos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Conforme lembrou, trata-se de dinheiro público e que o país merece uma explicação sobre seu uso. “Da minha parte, vamos abrir todos os sigilos do BNDES, sem exceção. É o dinheiro do povo e nós temos que saber onde está sendo usado”, destacou.

Disse aos jornalistas durante a coletiva que “Na primeira semana já é possível, até para dar matéria para vocês se preocuparem com outra coisa a não ser com o presidente”.

Ao longo das investigações da Polícia Federal nos últimos anos, no âmbito da Lava Jato, a Petrobras acabou recebendo mais atenção, uma vez que o esquema que abastecia as propinas foi revelado.

O BNDES também foi investigado, mas muitos de seus dados estão sob sigilo. Segundo denúncias do senador Álvaro Dias (Pode/PR) existem irregularidades nos contratos desde o primeiro mandato  do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que alterou o estatuto do banco.

Segundo senador, de 2008 a 2014 o valor dos contratos firmados entre o BNDES e as empresas beneficiárias chegou ao montante de R$ 716 bilhões. Como o governo não tinha esse dinheiro, houve emissão de títulos da dívida pública, a juros de 14,25%. Assim, o valor captado foi transferido para o BNDES, que firmou contratos com empresas, como o grupo JBS, a juros subsidiados, que variavam de 5 a 6%.

E o valor oriundo dessa diferença de juros, que chega a R$ 184 bilhões, acrescentou Alvaro Dias, será pago pelo povo brasileiro até 2060.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários