Quinta, 21 de março de 2019
(69) 992851851 - 993838164
Brasil

16/03/2019 ás 21h47 - atualizada em 16/03/2019 ás 22h47

116

Admin

Rondônnia / RO

Na ONU, Jean Wyllys associa Bolsonaro ao assassinato de Marielle Franco
Brasil
Na ONU, Jean Wyllys associa Bolsonaro ao assassinato de Marielle Franco

O ex-deputado Jean Wyllys, auto-exilado na Alemanha, disse durante em reunião na ONU que o presidente Jair Bolsonaro está associado com a morte da vereadora Marielle Franco.


 

A fala foi dita quando a embaixadora do Brasil, Maria Nazareth Farani Azevedo, resolveu deixar a sala para não ouvir o ex-parlamentar que passa a atacá-la.


“A minha presença aqui amedronta a senhora e o seu governo, que não tem compromisso com a democracia”, disse Wyllys.


Ele então declara que “a imprensa revela ligações entre organizações criminosas, os assassinos de Marielle Franco e a família do presidente da República que ocupa o Palácio do Planalto”.


Ao ouvir essas palavras a embaixadora responde: “Sua presença aqui envergonha o Brasil”, mas Jean Wyllys segue acusando o presidente e dizendo que todas as pessoas que defendem a tortura devem receber cuspes na cara.


“É importante que cada pessoa sempre cuspa na cara de quem faz elogios a tortura”, continuou ele enquanto a embaixadora deixava o recinto. Wyllys foi aplaudido.


 











Vídeo incorporado









Jamil Chade

?@JamilChade







 

Barraco na ONU promovido pela embaixadora do Brasil que se recusou a ouvir a resposta de Jean Wyllys.









13,3 mil pessoas estão falando sobre isso

 



FONTE: gospelprime

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium