Terça, 18 de dezembro de 2018
(69) 992851851 - 993838164

27º

Min 21º Max 28º

Trovoadas

Ouro Preto do Oeste - RO

às 15:46
Brasil

04/10/2018 ás 19h58 - atualizada em 04/12/2018 ás 20h58

277

Admin

Rondônnia / RO

Crianças encontram jiboia de 3 m ao subirem em árvore para brincar, em RO
Brasil
Crianças encontram jiboia de 3 m ao subirem em árvore para brincar, em RO

Uma jiboia de três metros de comprimento foi achada em cima de uma árvore em na rua Jasmim, primeiro distrito de Ji-Paraná (RO). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o réptil foi achado por crianças que subiam na árvore para brincar, na tarde de segunda-feira (3).





Depois de ser avistada nos galhos, o animal atraiu a atenção de dezenas de moradores, que foram até ao local para ver a serpente.




Segundo os moradores, várias crianças brincavam de subir na árvore quando avistaram a serpente. Imediatamente elas chamaram os vizinhos.




“Eu nunca tinha visto um animal deste tamanho aqui no bairro. Achei muito bonito, mas ao mesmo tempo achei perigoso, pois tem varias crianças aqui no bairro”, destacou o aposentado José Souza.




Ao ser acionado pelos moradores, o Corpo de Bombeiros informou que a responsabilidade de captura e soltura era da Polícia Militar Ambiental.




Por não conseguirem contato com a Polícia Militar Ambiental, os próprios moradores retiraram o animal do local e o encaminharam a uma área de reserva nas proximidades do bairro.




G1 procurou o comandante da Polícia Militar Ambiental, Adilon Cláudio, que informou que a equipe estava atendendo uma ocorrência no município de Presidente Médici e, por isso, não conseguiu recolher a cobra da árvore.






 

Jiboia estava em galho quando crianças a acharam — Foto: Rede Amazônica/ReproduçãoJiboia estava em galho quando crianças a acharam — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Jiboia estava em galho quando crianças a acharam — Foto: Rede Amazônica/Reprodução









“Na data de ontem, em resposta a um ofício de solicitação da promotoria, a gente estava com apenas três policiais para atender um desmatamento na região de Presidente Médici. Então nesses casos de desmatamento, onde o policial tem que andar de três a cinco quilômetros dentro da mata, e até para própria segurança dos policiais, a gente costuma fechar o quartel e a equipe sair para atender a ocorrência. Foi justamente quando os moradores ligaram aqui e não conseguiram serem atendidos”, destacou.




FONTE: Gedeon Miranda, G1 Ji-Paraná e Região Central

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium