Sábado, 17 de novembro de 2018
(69) 992851851 - 993838164

27º

Min 23º Max 31º

Trovoadas

Ouro Preto do Oeste - RO

às 20:07
Brasil

09/10/2018 ás 18h30 - atualizada em 09/11/2018 ás 19h30

62

Admin

Rondônnia / RO

Vídeo: Polícia procura homem que teria empurrado mulher no Rio Madeira; Vítima desapareceu em fevereiro
Brasil
Vídeo: Polícia procura homem que teria empurrado mulher no Rio Madeira; Vítima desapareceu em fevereiro

Policiais da Delegacia de Homicídios de Porto Velho estão à procura de Carlos Monteiro Esper, de 27 anos, apontado como o responsável pelo desaparecimento de Marinara Pantoja Ferreira, de 20 anos, que teria caído no Rio Madeira na madrugada do dia 6 de fevereiro deste ano. No dia do crime, o acusado foi encontrado por policiais militares escondido na beira do rio, no meio do mato, no Bairro Triângulo, na região Central da Capital.De acordo com o delegado Vinicius Lucena, durante as investigações, familiares de Marinara disseram que ela teria saído de casa no dia do crime, se encontrado com o namorado e posteriormente dito que voltaria para casa, mas não retornou. “O namorado dela veio até a delegacia, prestou depoimento e disse que no momento em que a vítima saiu de sua casa ele chegou a ir atrás dela e pediu para a jovem não ir embora. Mas ela afirmou que iria sair e que estava na companhia de um amigo, o que foi comprovado pelas testemunhas”, esclarece o delegado.



Ainda de acordo com o delegado, no mesmo dia do desaparecimento, a perícia esteve no local e localizou alguns objetos da vítima que foram reconhecidos por familiares e pelo próprio namorado como sendo de Marinara. “Os policiais constataram que a única pessoa que esteve com a jovem seria Carlos. Na época, o caso estava sendo investigado por outro delegado que chegou a pedir a prisão preventiva do homem, pois havia indícios que ele teria envolvimento no desaparecimento da vítima”, diz o delegado.

Em depoimento, Carlos negou qualquer participação no sumiço da jovem, e confessou que teria se desentendido com outra mulher. “Ele disse para o delegado que estava investigando o caso que teria discutido com uma mulher, entrou em luta corporal, ela caiu no rio e sumiu, mas nega que essa pessoa fosse Marinara. Carlos garantiu ao delegado que estava à disposição da Justiça, caso fosse necessário, mas ele acabou fugindo para outro Estado e encontra-se foragido”, afirma Vinícius.

Para o delegado, todos os indícios indicam que, no dia do crime, Carlos e Marinara se desentenderam, os dois entraram em luta corporal, ela caiu no Rio Madeira e não conseguiu se salvar. “Ele tinha lesões pelo corpo e tudo indica que foram causadas em decorrência dessa briga com Marinara e da queda no momento da luta corporal. As testemunhas afirmaram para a polícia que viram a jovem seguindo com Carlos para o local aonde aconteceu o crime”, afirmou o delegado. 

Agora, a Polícia Civil pede ajuda para localizar e prender Carlos Monteiro Esper. As denúncias podem ser feitas através do número 197. Não precisa se identificar. 

Programa sexual
Durante o depoimento, o Carlos afirmou para os policiais que teria contratado Marinara para um programa sexual, mas essa hipótese foi descartada pela polícia, pois segundo relatos de familiares a vítima fazia uso de drogas, mas não era garota de programa como Carlos teria afirmado.

Buscas pela vítima 
Ao serem comunicados do desaparecimento da jovem no Rio Madeira, uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros se deslocou até o local e iniciou as buscas pelo corpo da vítima, mas não conseguiu localizar o corpo. A polícia acredita que a mulher morreu.


 



 

FONTE: rodoniaagora

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium