Quarta, 25 de abril de 201825/4/2018
(69) 992851851 - 993838164
Trovoadas
21º
26º
27º
Ouro Preto do Oeste - RO
Erro ao processar!
Nosso b
INTERNACIONAL
Brasileira é morta por engano pela polícia em Lisboa
polícia
Admin Rondônnia - RO
Postada em 16/11/2017 ás 11h29 - atualizada em 16/11/2017 ás 13h29
Brasileira é morta por engano pela polícia em Lisboa

Uma mulher brasileira foi morta pela polícia de Portugal nessa quarta-feira (15) após o carro em que ela estava ser confundido com o que foi usado por criminosos para assaltar um banco na cidade de Almada, a 12 km de Lisboa, onde o caso aconteceu. A mulher de 36 anos foi identificada como Ivanice Carvalho da Costa.


De acordo com a imprensa portuguesa, os policiais não conseguiram acompanhar os criminosos que fugiam e, ao se depararem com um Renault Megane preto, próximo ao aeroporto de Lisboa, deram a ordem de parada ao veículo - que era semelhante ao usado pelos assaltantes.


O motorista, que é marido da vítima e não tinha carteira de habilitação, fugiu para não ser detido.


No momento da fuga, ainda segundo a imprensa local, os policiais atiraram cerca de 20 vezes contra o carro para tentar impedir o fugitivo. Um desses tiros acertou o pescoço da mulher, que estava no banco do passageiro.


Essa foi a primeira morte causada pela polícia portuguesa em 2017.


Investigação


Nesta quinta-feira (16), sete policiais envolvidos no caso foram interrogados pela Polícia Judiciária. Desses, seis foram indiciados pela morte da brasileira.


De acordo o comunicado da Polícia de Segurança Pública, a mulher seguia num carro que não parou à ordem policial e o motorista tentou atropelar policiais que estavam na ocorrência.


A reportagem de O TEMPO entrou em contato com o Itamaraty, que disse não ter conhecimento do caso, e com a polícia portuguesa, que ainda não respondeu as mensagens da reportagem.


Veja abaixo a íntegra da nota da Embaixada do Brasil em Lisboa:


“A Embaixada tomou-se conhecimento, hoje, 16 de novembro, de que a pessoa morta em ação policial durante a madrugada de ontem, em Lisboa, era nacional brasileira. A Embaixada lamenta profundamente o ocorrido.


A família da vítima já entrou em contato com o Consulado Geral do Brasil em Lisboa, que prestará o apoio cabível.


A Embaixada acompanha atentamente o caso e aguarda novas informações a respeito do inquérito com vistas a determinar o curso de ação a ser tomado.”

FONTE: oTenpo
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
305
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium