Terça, 18 de dezembro de 2018
(69) 992851851 - 993838164

27º

Min 21º Max 28º

Trovoadas

Ouro Preto do Oeste - RO

às 15:46
Saúde

21/12/2016 ás 08h31 - atualizada em 21/12/2016 ás 10h31

1.324

Admin

Rondônnia / RO

Enquanto Caerd prepara privatização, municípios avançam na gestão do saneamento
privatização
Enquanto Caerd prepara privatização, municípios avançam na gestão do saneamento

Após a perda de quase meio bilhão de reais do PAC do Saneamento de Porto Velho, a Caerd aguarda os estudos do BNDES para promover a sua privatização, em 2017.  Enquanto isso, as cidades que fizeram seus Planos Municipais de Saneamento Básico e já assumiram o controle do saneamento estão avançando com investimentos em abastecimento de água e esgotamento sanitário.



Cacoal, Vilhena, Buritis, Pimenta Bueno e Ariquemes,  cujas prefeituras têm a gestão municipal do saneamento, seja por meio de empresas municipais ou pela concessão à iniciativa privada, estão resolvendo os problemas do abastecimento de água e do tratamento de esgoto.



Segundo estudo recente do Instituto Trata Brasil, que analisou 15 municípios de Rondônia, a cidade de Vilhena se destaca ao atingir 97,9% dos moradores com acesso à água tratada. No esgotamento sanitário, Cacoal é o único município de Rondônia com percentual de população atendida além de um dígito, com 43,9%.



 



Buritis sai do poço



Até 2015, a população de Buritis não tinha acesso à água tratada e sofria constantemente com a utilização de poços rasos, contaminados por fossas sépticas. Após a concessão à iniciativa privada, em abril de 2015, em pouco tempo o abastecimento regular e de qualidade virou realidade para 1.700 residências do município, com a implantação de 32 mil metros de rede de água, a construção da Estação de Tratamento de Água (ETA), de adutoras, sistema de captação e de um reservatório com capacidade para 2 milhões de litros de água.



Entre as metas da concessão municipal, está a implantação de 50% das redes de água e esgoto nos próximos cinco anos, com mais de R$ 78 milhões de investimentos programados.



Refresco em Pimenta



Em Pimenta Bueno, a gestão da iniciativa privada assumiu os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário em julho de 2016. O compromisso é de investir R$ 50 milhões para ampliar o tratamento e a reservação do sistema de água e a construção da rede de esgotamento sanitário da cidade, que deverá estar disponível para 40% da população, em cinco anos. Segundo o gestor da Águas de Pimenta, em cinco meses já foram investidos R$ 2 milhões na aquisição da nova Estação de Tratamento de Água, que deve entrar em operação até o fim de 2016.



Em 2017, será interligada a nova estrutura de tratamento à rede de distribuição, garantindo o abastecimento 24 horas por dia, com pressão suficiente para atender aos bairros mais elevados do município. A capacidade de abastecimento será ampliada,  aumentando em cinco milhões de litros de água por dia o fornecimento à população, de forma a garantir o crescimento do município pelos próximos 30 anos.





 



A vez de Ariquemes



Na terceira maior cidade do Estado, a nova concessionária Águas de Ariquemes iniciou a operação do sistema no final de novembro de 2016, com o compromisso de investir mais de RS 195 milhões e a promessa de garantir o fornecimento de água, com qualidade e regularidade, para 100% população da área urbana nos próximos três anos. O sistema de coleta e tratamento de esgoto, hoje inexistente em Ariquemes, será implantado para atender 50% dos moradores em cinco anos.



Para o empresário Francisco Hidalgo Farina, diretor da Associação Comercial de Ariquemes, a falta de saneamento era um grande obstáculo ao crescimento da cidade. Segundo ele, com os investimentos da iniciativa privada no saneamento, o desenvolvimento do município vai poder dar um salto significativo, gerando empregos e melhor qualidade de vida para os ariquemenses.


FONTE: R. Albuquerque / jornalista - Porto Velho

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium